domingo, 3 de outubro de 2010

"PAPÉIS PARA VIVER"

Ée

Mudando para questões sérias, já também estudei algumas coisas de Psicologia;  tenho mania de Psicologia Aplicada. Eu só não fiz Psicologia porque não passei no Vestibular logo, então fiz Administração de Empresas, que é útil para minha vida! Andei pensando em lhe dizer que todas as pessoas deveriam pensar sobre: " Perceber o seu papel dentro da sua família!" O que você é e qual o papel que está atuando?  Filho, pai, avó... Exemplo: eu sou Terezinha, mãe, dona de casa, e atuo como mãe! Então está correto! Quando se perceber fora do seu papel, algo ou alguém partiu, não está fazendo o seu papel, e está certo você fazer também este papel?  Às vezes precisa! Tente pelo menos perceber e ser feliz em seu papel de atuação ou então parta para ação da mudança para melhor!
Ainda conclui que você vai melhor quando tem haver com o "contexto" e obedece a linha. Ex.: Meu marido é quem tem que falar com o pai dele sobre um convite, por exemplo, e não a mulher, porque ela está organizando a festa. O inverso é verdadeiro também! Isso evita problemas de sogros e "o da linha" mantem a conversa em dia!


Abraços!!!!!
tt